sábado, 11 de junho de 2016

Mãe cria enfeites para aparelho auditivo para crianças ficarem mais à vontade



Uma mãe transformou um problema em negócio.Sarah Ivermee, de Cheltenham, no Reino Unido, tem um menino com deficiência auditiva. Ao ver que crianças com surdez sofriam um certo desconforto e constrangimento por usarem aparelhos auditivos, ela resolveu deixar os dispositivos mais divertidos e alegres.
Sarah começou a decorar os aparelhos com heróis e personagens infantis, para que crianças não ficassem “envergonhadas” em usar os dispositivos nas orelhas.
A ideia deu certo e Sarah criou então uma empresa para produzir kit feitos sob medida, para decorar aparelhos auditivos.Em seu site, ela relata que os enfeites divertidos fazem tanto sucesso que até seu filho mais novo, Charlie, quer usá-los, apesar de não sofrer nenhuma deficiência auditiva.
Os preços dos kits giram em torno de 12 libras, cerca de 60 reais.O outro filho de Sarah, Freddie, de cinco anos, foi diagnosticado com surdez profunda em um ouvido e perda auditiva moderada no outro com apenas dois meses de idade.
Foto: Reprodução Facebook
Fonte: Yahoo Notícias

Bill Gates conta o que faria se vivesse só com US$ 2 por dia


Bill Gates publicou em seu blog Gatesnotes o que faria para viver com apenas com US$ 2 por dia. Antes mesmo de responder, ele aponta que essa é uma questão real para quase um bilhão de pessoas que vivem na pobreza extrema atualmente. Portanto, é algo urgente. 
Antes, Gates lembrou que a resposta difere para cada situação, obviamente, mas que de forma geral praticamente qualquer pessoa nessa situação vive muito melhor se tiver galinhas. Sim, galinhas! 


Na sequência, ele lista quatro motivos pelos quais acredita que esses animais, quando bem criados e vacinados, poderão fazer a diferença em um mundo que busca radicar a fome.

1. Elas são fáceis de cuidar e dão poucos custos 
Muitas espécies de galinhas podem comer qualquer coisa que acharem no chão, apesar de ser melhor alimentá-las adequadamente, uma vez que crescerão mais rápido. Galinhas precisam de algum abrigo para fazer seu ninho e, conforme o tempo passar e os animais forem se reproduzindo, você precisará de um pouco de madeira e arame para fazer um galinheiro. Além disso, frangos precisam de algumas vacinas, mas elas são muito baratas. 

2. Elas são um bom investimento 
Imagine que um fazendeiro comece com cinco galinhas. Um dos vizinhos tem um galo para fertilizar os ovos da galinha. Após três meses, essa pessoa pode estar com 40 pintinhos. Eventualmente, com um preço de venda de US$ 5 por animal, essa pessoa poderá ganhar mais de US$ 1 mil por ano, acima da linha de extrema pobreza de apenas US$ 700 por ano. 

3, Elas ajudam a manter as crianças saudáveis 

Má nutrição mata mais de 3,1 milhões de crianças por ano. Apesar de que comer mais ovos, que são ricos em proteínas e podem ajudar a resolver o problema, muitos fazendeiros com pequenas quantidades de animais acham mais econômico deixar os ovos chocarem, vender os animais e usar o dinheiro para comprar comida. Mas se ele tem ovos sobrando, pode usar alguns quebrados para cozinhar para a família. 

4. Elas empoderam as mulheres 

Gates explica que como galinhas são pequenas e tipicamente vivem perto de casa, muitas culturas consideram esse um animal exclusivamente das mulheres, em contraste com vacas ou cabras, por exemplo. Essas mulheres que vendem galinhas, portanto, provavelmente reinvestirão os lucros em suas famílias, e terão mais poder aquisitivo. 
Gates comentou, inclusive, que a fundação Bill & Melinda Gates está apostando nas galinhas. Junto com parceiros na África Subsaariana, a fundação está trabalhando para criar sistemas de mercado sustentáveis para a o comércio de aves. É especialmente importante que as pessoas consigam comprar animais vacinados e adequados para as condições locais e a meta deles é ajudar 30% das famílias na região a criar animais com vacinas.


Fotos: jumpv e Ribi Image Library/Flickr
Fonte: Infomoney e Yahoo Notícias

domingo, 5 de junho de 2016

Você deixaria um robô tomar conta dos seus filhos?



A Asus, gigante taiwanesa da tecnologia, revelou na última segunda-feira alguns detalhes sobre Zenbo - um robô que canta, dança, e quer ser parte integral da sua casa conectada.
Zenbo quer ajudar os avós a se lembrarem de tomar seus medicamentos, e irá ligar para o serviço de emergência se eles escorregarem ou caírem. Além disso, ele também é capaz de facilitar a vida na cozinha.
O robô pode oferecer acesso a receitas, vídeos com tutoriais e, é claro, capturar as imagens dos pratos terminados para a posteridade e as mídias sociais. E quando a refeição acabar, Zenbo pode fazer uma performance para entreter as crianças enquanto os pais lavam a louça, e até ler histórias para os pequenos, antes de dormir.
Invenção do presidente da Asus, Jonney Shih, Zenbo está sendo anunciado como um computador robótico para a família, que pode oferecer algo a todos os membros da casa. Ao dar ao computador com acesso à Internet um rosto humanoide, a Asus acredita que pode tornar a tecnologia menos intimidante para os consumidores mais velhos.
Em vez de usar um teclado e abrir um navegador para procurar informações ou entretenimento, eles podem apenas ligar Zenbo e fazer perguntas ou dar ordens. O robô pode controlar remotamente diversos aparelhos domésticos, da televisão às luzes, usar sua tela para mostrar quem está na porta da frente, e pode cuidar das compras automaticamente ao fazer todos os pedidos online.
No entanto, é a ideia de que Zenbo possa educar e entreter crianças com histórias interativas, lições em vídeo e diminuindo automaticamente a intensidade das luzes do quarto quando chegar a hora de dormir que pode não agradar a todos. Não importa o quão vasta seja a sua biblioteca de histórias e o quão instrutivos sejam seus jogos educacionais, deixar crianças pequenas com um robô pode acabar levando-as a ter pesadelos.
Ainda assim, a demanda por este robô mordomo está crescendo, e seu um custo inicial de U$ 599 (R$ 2.100) é menor do que o de um iPad Pro.
Yahoo

sábado, 4 de junho de 2016

Uma boa negociação! Pai troca senha do Wi-Fi todo dia para filha arrumar o quarto



Essa geração Snapchat, WhatsApp e Netflix tem cada vez menos tempo para viver a vida real e cuidar dos afazeres, dos estudos… a ponto de um pai ter tomado uma atitude drástica.
Paulo Machado, de 50 anos, morador de São Paulo, escreveu um bilhete para a filha adolescente, Catarina, avisando que vai trocar todos os dias a senha do Wi-Fi. Para receber a nova senha a garota terá que arrumar o quarto e lavar a louça.
O próprio pai colocou o bilhete em sua página no Facebook e apoio que teve de outros pais foi imenso: veio em forma de números e mensagens.Em menos de 24 horas a postagem teve mais de 56 mil compartilhamentos e foi curtida mais de 36 mil vezes.
O mais interessante está nos comentários. Muita gente dando os parabéns ao Paulo, dizendo que a ideia foi excelente “Interessante, acho que farei o mesmo”, disse Marcel Rodrigues de Souza.
“Vou compartilhar! Vou ajudar muitos pais a educarem seus filhos com seu exemplo Paulo Machado, comentou Gladstone Campos.
Resposta
O que a filha, Catarina, disse?
Ela não falou exatamente sobre a nova ordem do pai, mas deixou um comentário no post:“Bora fazer as malas. Amanhã estamos no Encontro com Fatima Bernardes”, brincando sobre o post com o bilhete ter viralizado.
Resta alguma dúvida que a ideia do Paulo será copiada por milhares de pais e mães?
Foto: Reprodução Facebook
Yahoo Notícias

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Convite para fazer parte da nova rede social que está bombando na internet!


Venha você também fazer parte dessa Rede Social que está fazendo sucesso no mundo todo!
Tsu é a rede social que paga pelos seus posts, fotos e tudo o que você postar.
Você tem que ser convidado por algum membro que já faça parte dessa rede social e estou aqui fazendo este convite a todos.
Cole o seguinte link na página de cadastro onde estiver escrito "tsu"


O cadastro é gratuito e você pode adicionar muitos amigos e ter seguidores, como no Facebook, a diferença é que no Tsu.co você ganha parte dos ganhos que o site tem com publicidade!
É divertido e ainda dá para ganhar em euros!!
Participe você também!


Ônibus "do futuro"permite que carro passem por baixo dele



Faixa exclusiva e rodízio de carros são ideias que já não resolvem tanto o problema do trânsito nas grandes cidades. Pensando nisso, a China pensou  um ônibus que pode transitar acima dos veículos. Ele será testado este ano em Pequim. 
O ônibus gigante tem altura suficiente para permitir que os carros passem por baixo dele. Ele tem a largura de duas faixas de tráfego e os motoristas poderão dirigir abaixo dele, desde que seus veículos tenham menos de dois metros de altura.
A velocidade do ônibus é de 60 km/h e a capacidade é de 1.400 passageiros.Uma versão dele foi exposta na 19ª Exposição Internacional de Alta Tecnologia em Pequim no mês de maio. 
O anúncio do projeto foi feito pela Xinhua, agência de notícias estatal da China. Os testes devem começar até o mês de agosto. 
Vantagens
O engenheiro Song Youzhou, que tem trabalhado no projeto há seis anos, diz que entre os pontos positivos do projeto está a redução da poluição, que na China tem níveis alarmantes. “O ônibus tem a mesma função do metrô, mas custa apenas 16% do que custaria um metrô”, afirmou o engenheiro.
Song Youzhou garante que o tempo de fabricação do ônibus também é menor.“Nosso ‘straddling bus’ é tecnologia para mudar drasticamente o sistema de trânsito na China”, avalia o engenheiro.
Foto: Reprodução youtube

terça-feira, 31 de maio de 2016

Gasolina sem impostos será vendida a R$ 2 na próxima quarta-feira, 1 de junho



Na próxima quarta-feira, 1° de junho, será realizada a 12ª edição do Dia da Liberdade de Impostos. A iniciativa conjunta une o Instituto Liberdade (IL), o Instituto de Estudos Empresariais (IEE), o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro), a Rede SIM e o Posto da Cavalhada.
A campanha consiste na tradicional venda de gasolina sem impostos para os consumidores. Neste ano, quatro cidades gaúchas estarão participando da promoção: Porto Alegre, Caxias do Sul, Gravataí e Pelotas (confira os endereços ao lado).
Cada litro de combustível será comercializado a R$ 2, mediante a distribuição de senhas, que começa a partir das 7h. Os postos realizarão o abastecimento a partir das 8h até as 11h30min. Cada senha dará direito à compra de 20 litros de gasolina comum. A única forma de pagamento aceito será em dinheiro.
O objetivo central da campanha é conscientizar sobre a alta carga tributária que é desembolsada hoje pelos contribuintes. Desta forma, cada cidadão poderá ter uma noção mais clara do quanto do seu trabalho é direcionado para o governo.
• Postos participantes
Porto Alegre:
Rede SIM Ecoposto - Avenida Ipiranga, 999
Posto Dueville - Avenida Assis Brasil, 6853
Abastecedora de Combustíveis SMR - Borges de Medeiros, 2205
Comercial de Combustíveis Cavalhada - Avenida Cavalhada, 3833
Comercial de Combustíveis Phoenix - Avenida Francisco Silveira Bitencourt, 1955
Caxias do Sul
Posto SIM Shopping - Rua João Nichele, 2227
Gravataí
Abastecedora de Combustíveis Confiança - Rua Dois de Novembro, 60
Pelotas
Posto SIM Posto 3 Bicos - Avenida Fernando Osório, 3501
(Fonte :  correiodopovo.com.br )

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Emprego dos sonhos: ilha paga salário de R$ 130 mil por ano



Crise econômica, caos político, discussões intermináveis nas redes sociais. Às vezes dá vontade de largar tudo, colocar uma mochila nas costas e ir embora, certo?Se você sofre desses impulsos (e entende de mecânica), existe um lugar no meio do oceano Atlântico que pode ser seu próximo destino.
Tristão da Cunha, considerada a ilha habitada mais remota do planeta, está precisando de um mecânico para eventualmente cuidar dos carros, tratores e outros equipamentos agrícolas que existem neste pedaço de terra cercado pelo mar. O salário: 25 mil libras esterlinas (cerca de R$ 130 mil) por ano.
A ilha, que é um território ultramarino britânico, tem apenas 267 moradores e só pode ser acessada de barco. 
O local habitado mais próximo (a 2.430 km) é a ilha de Santa Helena, aquela em que Napoleão Bonaparte foi exilado e faleceu. Já a Cidade do Cabo, na África do Sul, de onde saem embarcações para Tristão, fica a mais de 2.800 km de distância.
Durante a rotina de trabalho, o contratado terá também que ensinar técnicas de mecânica para os nativos.
Mas não faltarão paisagens para admirar nos momentos de folga: Tristão da Cunha é uma ilha de origem vulcânica e está recheada de lindos cenários montanhosos. Pinguins podem ser avistados na orla em determinadas épocas do ano.
Foto: Divulgação Fonte: Yahoo Notícias

domingo, 29 de maio de 2016

Alunos vendem latinhas e usam o dinheiro para comprar cadeiras de rodas para asilos




Alunos do Distrito Federal arregaçaram as mangas, juntaram 48 mil latinhas em 3 meses e compraram 4 cadeiras de rodas para idosos que vivem em asilos.Jonathan Santos, 23 anos, aluno do Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac), mobilizou vizinhos, familiares, amigos de Ceilândia, a 40 km de Brasília.
Eles conseguiram juntar 8 mil latinhas, que foram vendidas. Com o dinheiro foi possível comprar uma cadeira de rodas, que foi entregue esta semana como doação a um asilo onde vivem 34 idosas, em Taguatinga, a 30 km de Brasília, segundo o Correio Braziliense.
Houve entrega também na Associação São Vicente de Paulo – Lar de Velhinhos, que vive de doações.
O projeto
A boa ação de Jonathan surgiu como parte da primeira etapa de um projeto solidário chamado Projeto EcoCebrac.
O gestor diretor da Cebrac, Douglas Travassos, 23 anos, e a coordenadora pedagógica do local, Cristiane Urcino, 24, adaptaram a ideia vinda da sede do centro, em Londrina.
Os responsáveis contam que mais de 800 alunos do DF participaram do projeto, que vem sendo desenvolvido desde janeiro do ano passado.
“Todo mundo ajudou. Foram famílias, alunos, funcionários e professores. Todos receberam a ideia de forma muito positiva”, comenta Cristiane.
Mais bonito que tudo isso é o sorriso, a alegria dos idosos que recebem as doações.
“Solidariedade é ver o sorriso no rosto delas”, emocionou-se Caio Breno Viana, 17, colega de Jonathan que também envolveu no projeto.
Fonte: Yahoo Notícias

sábado, 28 de maio de 2016

Aplicativo de prevenção ao suicídio é destaque em premiação do Google



Tornar os meios de prevenção do suicídio mais acessível a todos os brasileiros e reduzir o alarmante número de 32 mortes por dia no país. Com esse sonho, o CVV, ONG que atua pela causa “prevenção do suicídio” há 54 anos, desenvolveu o projeto do aplicativo “CVV – Como Vai Você”, um dos dez finalistas do Google Impact Challenge Brazil.
O desafio promovido pelo Google busca empoderar as ONGs brasileiras e fomentar o uso criativo da tecnologia para promover verdadeiros impactos sociais.
José de Arimatéia, voluntário do CVV, explica que o aplicativo visa gerar facilidades tanto para quem busca o apoio emocional do CVV quanto para os cerca de 2.000 voluntários da organização.  
O interessado pode escolher se pretende conversar com o CVV gratuitamente por meio de voz ou texto pelo seu telefone celular utilizando o Wi-Fi ou internet móvel, e o voluntário igualmente pode realizar o atendimento de qualquer local com acesso à internet.
Quatro dos dez projetos finalistas receberão R$ 1,5 milhão para que se tornem realidade. Três serão indicados por votação popular pela internet até o dia 14 de junho e um quarto será indicado por júri nomeado pelo próprio Google.  

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Exemplo de solidariedade! Policial dá almoço e atenção a moradora de rua


O que você faria se trafegasse por uma estrada e visse alguém sentado à beira do caminho? O policial Lucas Bonin comprou duas refeições completas e voltou para conversar com a mulher, uma moradora de rua.
Quando Lynn Murphy avistou o carro da patrulha, pensou que a polícia ia retirá-la do local, mas foi surpreendida pela atitude do agente, que entregou uma refeição a ela.
Para tentar tranquilizar a mulher, que se diz mãe de quatro filhos, o agente sentou-se com ela, à beira da estrada e começou a conversar, enquanto os dois almoçavam.O policial nunca contou o que fez aos seus superiores. Porém, um viajante que passava no local registrou a cena e encaminhou à polícia local.
A foto foi parar na página do Facebook da Polícia estadual e teve mais de 132 mil curtidas e 49 mil compartilhamentos.O caso aconteceu em Massachusetts, nos EUA.
A resposta
“Sim, Trooper (agente de trânsito) Bonin, nós sabemos que você não quer ou espera publicidade”, escreveu a polícia do estado de Massachusetts em sua página oficial no Facebook.
“Nós sabemos que você não quer ser notado, mas você estava, e este departamento está orgulhoso de você. Nós te elogiamos pelo seu ato altruísta, e por “fazer a coisa certa” para alguém menos afortunado do que a maioria das pessoas”, disse o departamento de polícia na publicação.
Foto: Reprodução Facebook

Chuveiro permite tomar “banho demorado” gastando 10 litros de água




O princípio é o mesmo de outros chuveiros ecológicos: o reaproveitamento da água. Mas, com a diferença de que, em vez de reaproveitar a água para outros fins, como para acionar a descarga do vaso, o chuveiro Showerloop reaproveita a água para o próprio banho.
Segundo seus criadores, graças a essa tecnologia inovadora, a pessoa pode tomar banho por quanto tempo ela quiser com 10 litros de água. O segredo está no reaproveitamento da água, que passa por várias etapas de limpeza antes de escorrer pelo ralo.
Na primeira etapa, uma tela retém os fios de cabelo. Depois, a água passa por um filtro de microfibra, uma camada de areia, outra de carvão ativado, que eliminam as partículas de sabão, e é esterilizada por uma lâmpada de luz ultravioleta, sendo bombeada novamente para o chuveiro.
Outra vantagem desse chuveiro é sua economia de energia elétrica, pois a água é esquentada no momento em que o registro do chuveiro é aberto. O kit do produto foi lançado na Europa, no mês de março deste ano, por um preço de 1.500 euros, sem incluir o custo da instalação.
Foto: Reprodução Youtube

Após criar a própria moeda, cidade brasileira não tem roubo e assassinato há 1 ano



A tranquilidade é o orgulho dos moradores de São João do Arraial, município de pouco mais de 7 mil habitantes, a 250 km de Teresina, no Piauí.Há um ano a cidade não registra homicídio nem assaltos, isso tudo com apenas 3 policiais trabalhando no município. 
O motivo da calmaria é a criação da própria moeda, o “cocal”, que movimenta a economia de São João do Arraial.Com o cocal as pessoas pagam contas, recebem salário, bolsa família e até fazem empréstimos.
Antes da moeda própria, São João do Arraial não tinha agência bancária. Os moradores tinham que ir para municípios vizinhos pagar contas e isso prejudicava a circulação de dinheiro na cidade.
Hoje existe o Banco dos Cocais e o cocal representa 30% do dinheiro que circula em São João do Arraial.
Descontos
A moeda tem o mesmo valor do real, mas com maior poder de compra graças aos descontos oferecidos em todos os estabelecimentos comerciais do município.
Se um produto custa R$ 10, pagando com a moeda social, custará C$ 9.O desconto é possível porque, para cada cocal emitido, há um lastro de um real garantido pela organização financeira comunitária.
As cédulas são estampadas com ícones da cultura e economia local, além possuir um selo que dificulta a sua falsificação.
Foto: Reprodução TV Globo

Os aparelhos que gastam mais energia no modo de espera




A maioria de nós sabe que deve desligar os aparelhos eletrônicos quando não estivermos usando, mas quais são os que consomem mais energia no modo de espera?
WA Today encontrou os principais vilões da sua conta de luz, que incluem sistemas de ar condicionado, aquecedores a gás, micro-ondas e decodificadores de companhias de satélite.
No Reino Unido, a Energy Saving Trust (uma organização que se dedica a promover mais eficiência em energia) estima que desligar os aparelhos que não estão em uso pode gerar uma economia de 80 libras por ano. Impressoras e roteadores Wi-Fi ligados o tempo todo, por exemplo, podem custar até 20 libras por ano cada um.
Aparentemente, carregar o seu celular é um dos itens que não pesa na sua conta.
Mesmo que você carregue seu aparelho todos os dias até duas vezes por dia, provavelmente não está gastando tanta energia quanto pensa.
A revista Forbes estima que um smartphone padrão, com uma bateria de 1,440mAh (como a do iPhone 5) gaste apenas 2.000 watts-hora de energia por ano.
Em preços do Reino Unido, esse custo seria de 28 centavos, segundo a Energy Saving Trust.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Você usaria? Pulseira dá choque para avisar que você está gastando muito




Se está difícil controlar o impulso de comprar, uma pulseira pode te dar uma ajudinha. A invenção, da empresa de tecnologia britânica Intelligent Environments, vai te dar um choque para avisar que você está gastando muito.
O “banco da internet das coisas", como é chamado na Inglaterra, detecta automaticamente gastos excessivos e, em seguida, dá um choque elétrico no usuário por meio da pulseira. Se trata de um canal conectado à uma conta bancária ou a um cartão de crédito, que transmite as informações para a pulseira.
O usuário define um limite mínimo de saldo bancário e, quando a conta estiver perto desse valor, recebe uma mensagem no celular. Se mesmo assim não respeitar o limite, ele recebe um choque de 225 volts no pulso para que não tente comprar algo. A ideia é que, com o tempo, os choques condicione  o cérebro para controlar melhor os gastos.
E quando a pulseira chegará ao Brasil? Ainda não há previsão. Até mesmo entre os bancos e operadoras de cartões da Inglaterra o dispositivo é uma novidade e está sendo avaliado com certo cuidado. 
Foto: Reprodução


6 dicas para ter um sinal melhor no seu iPhone



Quem nunca teve dificuldade para encontrar sinal para seu iPhone? Mas não se desespere, pois ensinaremos alguns truques para que você não pense em cancelar seu contrato.
Vale muito a pena tentar estas opções antes de instalar aplicativos que prometem melhorar seu sinal, mas são caros e raramente são confiáveis.
Experimente trocar para 2G
Se você estiver com problemas de sinal no seu telefone e seu principal objetivo for receber chamadas e mensagens de texto, pode ser uma boa mudar para o sinal 2G.
Para fazer isso, vá nas configurações do seu iPhone, selecione a opção “Mobile”, depois “voz e dados” e selecione 2G.
Isso forçará seu aparelho a usar a rede 2G, que é muito mais lenta para dados, porém mais confiável na hora de mandar SMS e fazer chamadas.
Use o modo avião
Às vezes, o problema é que o aparelho está tentando captar um sinal de uma antena “fraca”.
Se você ativar o modo avião (o que é mais rápido do que desligar), seu iPhone terá que se reconectar e, com sorte, encontrará um sinal mais forte.
Procure o melhor sinal possível
Uma forma bem científica de se fazer isso é experimentar o modo de teste de campo da Apple, que oferece informações detalhadas sobre o tipo de sinal que você está recebendo e sobre a possibilidade de acessar um sinal mais forte.
No seu iPhone, digite ‘*3001#12345#*’, e aperte o botão ‘iniciar chamada’.
Isso colocará seu aparelho no modo de teste de campo. Mantenha pressionados os botões de Ligar e Bloquear até sua tela mudar.
Depois disso, pressione o botão home por seis segundos.  Isso faz você voltar para a tela inicial, mas agora sua barra de sinal trará uma numeração.
Os números serão mostrados em negativo. Quanto maior o número, melhor será o seu sinal.
Assim, por exemplo, uma classificação entre -40 e -77 é um sinal contínuo, enquanto sinais acima de -100 serão fracos e inconstantes.
Caso queira desativar esta opção novamente e voltar a enxergar apenas as barrinhas de sinal, tudo que você precisa fazer é digitar *3001#12345#* e apertar o botão de chamada novamente.
Use um aplicativo
Alguns aplicativos, como o Opensignal, oferecem uma maneira de descobrir o motivo pelo qual seu sinal está ruim e até fornecem algumas opções de como resolver isso.
Este app, em particular, mostra a qualidade do sinal que você está usando no momento, bem como a intensidade dele para voz e dados.
O botão “atualizar” faz com que seu celular procure outros sinais disponíveis.
Tente ir para um lugar mais alto e abra a janela
A ideia aqui é conseguir desimpedir tanto quanto possível o caminho entre a antena que fornece seu sinal e o seu aparelho.
Esta dica funciona muito bem em determinados locais do país e pode melhorar consideravelmente o seu sinal de celular.
Algumas barreiras físicas são muito eficientes em interferir em sinais de celular.
Apele para a bruxaria
Nós não estamos muito certos de que esta dica funciona, mas muitas pessoas juram que a recepção do iPhone melhora quando você coloca o aparelho em um copo.
Sinceramente, se isso funciona, não temos ideia do motivo.
Algumas pessoas também alegam que tirar o aparelho da capinha e colocar um fone de ouvido Bluetooth nele permite que a antena capte melhor o sinal.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Como evitar o desperdício! Brasileira passa 30 dias comendo coisas do lixo para alertar sobre o desperdício




Um terço dos alimentos produzidos vão parar no lixo todos os anos. O dado é alarmente  e chama atenção para o problema com desperdício. Sendo a maior perda (45%) de hortifrútis, mas será que não dava mesmo para comer aquela banana que parecia passada? E aquele tomatinho meio enrugado, não daria um molho para macarronada?
Essa dúvida acometeu a estudante Marilu após ser convidada por um amigo para buscar comida no lixo de um supermercado durante um intercâmbio. Foi o primeiro contato dela com Dumpster Diving o ato de procurar coisas úteis no lixo. Desde então, a ideia ficou na cabeça da jovem, que acaba de lançar o projeto Virando Latas, em que se propôs a comer coisas encontradas no lixo durante 30 dias.
O desafio começou no fim de abril e segue firme Além da comida retirada do lixo, ela também vai comprar itens básicos para preparação dos pratos no supermercado (arroz, macarrão, farinha, temperos, etc). A maior parte dos alimentos coletados são aqueles descartados por questões estéticas, apesar de serem aptos para consumo. Marilu está mostrando sua rotina por meio do Snapchat marilucp, para quem quiser acompanhar de perto tudo o que ela tem comido nestes dias.
Também é possível ver algumas aventuras dela “no lixo” e os pratos preparados com os alimentos que ela encontra por meio da página Virando Latas, no Facebook. Apesar disso, “nem todo os alimentos que vão para o lixo são próprios para o consumo“, diz uma das publicações. Ou seja, é preciso bom senso na hora da escolha e, principalmente, na hora de jogar comida fora.